Cauê

O que o grupo sabe sobre documentários!

Postado em Atualizado em

Não podemos dizer que já sabemos como fazer um documentário, mas não podemos ter a ignorância de dizer que não sabemos nada sobre essa categoria. Nossos professores nos deram uma base, ou uma introdução sobre o que é um documentário e como ele deve parecer, isso por meio de fichas, projetos de anos anteriores e até demonstrações de alguns documentários, como por exemplo: Verdade 12.528. Há pouco tempo, pensávamos que um documentário fosse algo que buscasse informar e só, mas recentemente percebemos que é muito mais do que isso, um documentário, além de informar, pode formar novas opiniões em telespectadores mostrando uma realidade que não foi apresentada a eles ainda, como é o caso do Verdade 12.528, que mostrou aos alunos do 2º ano as realidades de pessoas que perderam familiares e a intensidade com que essa dor permanece até hoje.
Bom, ainda não podemos dar muitas informações sobre o que é um documentário e como fazê-lo, mas esperamos que mais pro final do ano possamos dar mais informações a vocês pelo conhecimento adquirido da nossa experiência futura.

Primeiras impressões – Cauê de Branco

Postado em Atualizado em

Sabe aquela estrutura de estudo do meio padrão que todos temos de viajar pro interior, ter uma parte do dia dedicada a registrar e outra a se divertir? Então, se foi sempre assim comigo até agora, esse ano vai ser diferente. Como imaginar um estudo do meio sem sair da cidade de São Paulo? E as roupas sujas, o futebol, a fogueira à noite? É por essas e outras que minhas reais primeiras impressões sobre o projeto foram negativas: continuaríamos na monotonia da cidade e, ao invés de relaxarmos um pouco, o cansaço predominaria. Contudo, após a apresentação do vídeo do projeto pela coordenação ( https://m.youtube.com/watch?v=ervkfhr8Ssw ), minhas primeiras impressões mudaram positivamente e hoje minhas primeiras – ou melhor, segundas impressões sobre o Móbile na Metrópole são positivas. Acho que, ao contrário do que pensei, não vamos ficar na monotonia de São Paulo e sim vamos descobrir que esta não é monótona, e essa descoberta vai ser feita de forma dinâmica e divertida, principalmente pelo fato de ser muito mais independente do que achei. Talvez descubramos que nos sujar, jogar futebol ou fazer fogueira à noite não seja tão importante assim num estudo do meio. Sendo assim, espero que o projeto corresponda às expectativas criadas, e que todos possamos conhecer melhor a cidade onde vivemos, mas pouco conhecemos.